segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

domingo, 24 de fevereiro de 2019

CD por equipas: Vitória no Porto

Após termos defrontado e empatado em Santo Tirso com a equipa A do Sport Musas e Benfica na jornada inaugural, o sorteio ditou  que, na seguinte, enfrentaríamos a equipa B desta mesma coletividade mas, agora, no Porto.
Enquanto no primeiro tabuleiro Pedro Cachorreiro dividia o ponto com João Silva, Luís Dias e Ricardo Amaral arrecadavam os dois em disputa para as cores tirsenses. No terceiro tabuleiro, Helena Almeida não conseguiu evitar a derrota fechando, assim, uma vitória por 2,5-1,5 para o nosso clube que passa, desta forma, a somar uma vitória e um empate ocupando o quarto lugar na tabela classificativa entre treze equipas.
Na próxima ronda (16.03.2019)  enfrentaremos  a equipa D da Escola de Xadrez do Porto nas nossas instalações.

Carregue na imagem para melhor visualização


quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Reportagem JN - Xadrez como ferramenta para a vida em Famalicão























In Jornal de Notícias de 20 de janeiro de 2019 - Suplemento "Urbano"

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

64 - Histórias e partidas de xadrez amador

A A.XAT - Associação de Xadrez de Montemor-o-Novo, vem por este meio anunciar o lançamento da obra “64 – Histórias e partidas de xadrez amador”, escrita pelo jogador MN Carlos Dantas.

A obra tem a sua data de lançamento prevista para 1 de março de 2019.

Podem ser feitas pré-reservas através da página http://www.axat.pt/?p=414 ou do email 64@axat.pt.



Breve descrição da obra:
“64 – Histórias e partidas de xadrez amador” – Carlos Dantas
Ao longo de mais de 400 páginas e mais de 60 partidas comentadas, o Mestre Nacional Carlos Dantas conta histórias de xadrez que se debruçam sobre partidas jogadas principalmente na década de 90. A obra conta ainda com contributos de importantes figuras do Xadrez Nacional, como o MI Rui Dâmaso, o GM Jorge Ferreira e do MN Bruno Gomes, entre outros.

Para mais informações e reservas contacte-nos através do email 64@axat.pt

sábado, 19 de janeiro de 2019

Taça AXP - Entrada com pé direito

Decorreu ontem a primeira ronda a contar para a Taça da Associação de Xadrez do Porto com partidas em formato de 90´+30" por lance.
Numa ronda concentrada (estiveram no local 64 jogadores de 16 equipas) disputada na Escola Profissional de Gaia, o Núcleo de Xadrez de Santo Tirso defrontou o quarteto do Colégio de Gaia e venceu por 3-1. O adversário, constituído por jogadores de escalões etários jovens (U14 e U18) mas com professores da modalidade de reconhecida valia no distrito, demonstraram algumas fragilidades mas, também, alguma técnica com linhas de pensamento válidas.
A próxima ronda terá lugar apenas no próximo dia 9 de março.

sábado, 12 de janeiro de 2019

Taça AXP : Colégio de Gaia no caminho do NXST

Decorreu ontem e em direto, o sorteio (que ainda pode ser visualizado na página do FB da AXP), para a primeira ronda da taça AXP. 
Com os oito primeiros do ranking inicial a não serem, ainda, emparceirados, não haverá nenhum confronto de topo.
O NXST irá deslocar-se a Gaia para aí defrontar o Colégio local, equipa que se encontra apenas três lugares abaixo do nosso nesse mesmo ranking. Constituída, toda ela, por jogadores jovens (< 18 anos),
serão quatro partidas difíceis onde ambas as formações terão toda a legitimidade de aspirar à vitória.
O NXST não tem, nesta prova, qualquer aspiração. Participa apenas pelo gosto em praticar a modalidade e pelo espírito competitivo sadio que tenta preservar.
A ronda inaugural terá lugar na próxima sexta feira pelas 21,00h.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Os quatro motores mais fortes na final do campeonato

Os quatro motores que dominaram o Campeonato de Xadrez para Computadores (CXC) desde o seu início, vão debater-se de novo nas finais do CC3 : Rapid Redux (jogos em direto) de forma a apurar-se o motor mais potente para a modalidade.
Stockfish é considerado o favorito à vitória final
Stockfish, Houdini, Komodo e o aprendizado de máquina Lc0 abriram caminho até à final após 72 rondas disputadas numa segunda fase, onde participaram sete motores após o Komodo Monte Carlo ter sido desqualificado devido a dificuldades técnicas.
Stockfish, que dominou todas as competições da modalidade, terminou de novo no topo da classificação com uns fortes 51/72. Houdini conseguiu 43 pontos, enquanto que Komodo apenas menos 2. O último a apurar-se para a final foi, então, o Lc0 a apenas a 1,5 pontos do quinto classificado, o Ethereal que, assim, falhou a presença na derradeira fase da competição.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2019

Elo janeiro/fevereiro/março

No início deste ano temos três alterações nos elos de outros tantos jogadores do nosso clube, que foram aqueles que participaram no Campeonato Distrital Absoluto.
Como podemos notar, a participação pontual dos nossos três representantes, ficou um pouco aquém do inicialmente previsto.
Foram eles: Ricardo Amaral (-60), Luís Dias (-18) e Luís Pais de Sousa entra na FIDE com um registo de 1052.

Elo lentas

Helena Almeida, sem elo
Ricardo Amaral,  1313 para 1253
José Pedro Cachorreiro,  1586
Rui Miranda, 1408
Albano Moreira, sem elo
Luís Pais de Sousa, 1052
Fernando Azevedo, 1448
Rui Ferreira, sem elo
Luís Dias, 1355 para 1337


Elo Rápidas


Helena Almeida, sem elo
Ricardo Amaral, 1324 
José Pedro Cachorreiro, 1559 (1511 blz)
Rui Miranda, 1542 (1365 blz)
Albano Moreira, sem elo
Luís Pais de Sousa, sem elo 
Fernando Azevedo, 1481 (1397 blz)
Rui Ferreira, 1466 (1267 blz)
Luís Dias, 1370 (1581 blz)

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Há 60 anos, Bobby Fischer celebrava o seu segundo campeonato nacional

Bobby Fischer em Portoroz em 1958
Há sessenta anos atrás, no dia 4 de janeiro de 1959, um jovem de quinze anos chamado Bobby Fischer vencia o seu segundo campeonato nacional após um empate frente a Robert Byrne, renovando o seu título conseguido um ano antes.
Hoje, Bobby Fischer é uma lenda do xadrez e muitos consideram-no como o melhor jogador de sempre.  Fischer venceu os oito campeonatos dos Estados Unidos nos quais participou. No entanto, antes de 1958/59 e do campeonato nacional que se realizou entre 18 de dezembro e 4 de janeiro no Hotel Henry Hudson em Nova Iorque, não era considerado favorito uma vez que se tinha acabado de sagrar como o décimo grande mestre mais jovem de todos os tempos, embora fosse já considerado uma criança prodígio. Pal Benko e Samuel Reshevsky estavam, talvez, na primeira linha de candidatos a vencer o torneio. Benko tinha terminado na quarta posição no Interzonal em Portoroz em 1958 à frente de Fischer que terminou em sexto. Reshevsky não participou naquela competição mas era considerado como um dos melhores jogadores estado unidenses na altura, senão o melhor.
No entanto, Fischer, mostrou desde o início que estava ali para vencer. Angariou 3,5 pts nos primeiros quatro jogos. Após uma breve empate entre Benko e Black na quinta ronda, Fischer defrontou Reshevsky na sexta. De brancas, beneficiou do seu excelente conhecimento sobre aberturas. Em uma Siciliana, seguiu a recomendação que tinha lida numa revista russa da especialidade para obter uma fácil e saborosa vitória, já que Reshevsky demonstrou não conhecer a linha e acabou por cair numa armadilha após apenas 11 lances.
Pode ver esta partida neste linkhttps://www.youtube.com/watch?v=CxzBKhVaRkU

sábado, 5 de janeiro de 2019

Empate na abertura do CD por equipas

Começou hoje o Campeonato Distrital por equipas da AX do Porto. Nesta primeira ronda coube-nos receber a equipa principal do Sport Musas. Se o nosso adversário não se apresentou na máxima força, a nossa equipa também não conseguiu fazer alinhar o melhor jogador pelo que, o empate, poderia ser o resultado mais provável. 
(Clique no quadro para uma melhor visualização)
Com surpresa, Luís Dias chegou ao final do jogo com mais dois peões que o seu categorizado oponente mas, desconcentrou-se, e acabou derrotado num confronto que tinha tudo para ser uma surpresa.
Fernando Azevedo usufruiu da falta de comparência do seu adversário no segundo tabuleiro, enquanto que a pouca experiência em matéria competitiva de Helena Almeida não lhe permitiu pontuar. Já Ricardo Amaral acabou por fechar o ponto restante em disputa no último assento e forçar a divisão pontual.
Na próxima ronda que decorrerá no dia 23 de fevereiro voltaremos a defrontar novamente este clube mas, agora, na cidade do Porto e frente à segunda formação portuense.

sexta-feira, 28 de dezembro de 2018

Taça AXP 2019

Já são conhecidas as datas da edição de 2019 da Taça AXP.
O NXST participa nesta época com uma equipa, esperando ir o mais longe possível.
O escalonamento dos jogadores é o mesmo do Campeonato Distrital, podendo ser consultado numa notícia anterior a esta.

As datas são as seguintes:


1/16 avos - sexta, 18 de janeiro de 2019, 21 horas
1/8 avos - sábado, 9 de março de 2019, 15 horas
¼ de final - domingo, 24 de março de 2019, 15 horas
½ final - sábado, 30 de março de 2019, 15 horas
Final - sábado, 15 de junho de 2019, 15 horas

domingo, 23 de dezembro de 2018

Hugo Sousa venceu o CD Absoluto em clássicas

Simão Pintor, Hugo Sousa e Rui Guimarães (foto AXP)
Terminou o CD Absoluto do distrito do Porto em partidas clássicas com Hugo Sousa (6,5pts/7) a sagrar-se campeão ao bater, na última ronda, Francisco Assunção, também ele candidato ao pódio final. Após ter batido na ronda anterior Rui Guimarães, terceiro classificado, estava porventura feito o mais difícil para não mais ser desalojado do topo classificativo, embora sabendo que a derradeira partida não iria ser fácil. Simão Pintor (6,0 pts/7) venceu também os seus últimos dois jogos e não permitiu a aproximação de Rui Guimarães (5,5pts/7) que tinha sofrido uma derrota precisamente frente a Hugo Sousa na penúltima ronda somando, no entanto, o ponto em disputa na ronda seguinte para, assim, segurar o último lugar do pódio.
Luís Dias

Entre os jogadores do Núcleo, o melhor classificado foi Luís Dias na 23ª posição (3,0pts/7) tendo registado uma vitória e uma derrota nos dois últimos confrontos. Ricardo Amaral quedou-se pelo 32º lugar na tabela com uma derrota e um empate nos derradeiros jogos, enquanto que Luís Pais de Sousa ocupou o 35ª sem conseguir pontuar nas mesmas jornadas.

Luís Pais de Sousa

Parabéns à AXP e em particular ao Pedro Areal, não só por mais uma organização de sucesso mas pela revitalização do xadrez no distrito do Porto.

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Leinier já é "americano"


A Federação Americana de Xadrez anunciou ontem que o conhecido GM Leinier Domínguez, de origem cubana e atualmente a viver em Miami, Florida, deixará de competir pelo seu país passando a defender as cores da bandeira das riscas e estrelas.
Após selado o acordo, o jogador afirmou - "Estou muito entusiasmado por iniciar esta nova etapa na minha carreira e por me juntar à equipa dos Estados Unidos. É fantástico verificar o tremendo nível que o xadrez atingiu neste país e quero tomar parte nisso."

O jogador de 35 anos de idade e nascido em Havana, tornou-se Grande Mestre (GM) em 2001, tendo vencido o campeonato nacional por cinco vezes entre 2002 e 2006. Detém, neste momento, um Elo de 2739 o que o coloca na 20ª posição a nível mundial. Será, assim, um dos jogadores de topo a defender as cores daquele país logo a seguir a Fabiano Caruana (2832) e Hikaru Nakamura (2746). Este último, tal como Leinier, também não nasceu americano e, Caruana, embora o seja, tem descendência direta italiana.

terça-feira, 18 de dezembro de 2018

Campeonato Distrital por Equipas

Inicia-se no próximo dia 5 de janeiro de 2019, o Campeonato Distrital por Equipas.
O objetivo desta época é o de tentar a promoção à 3ª Divisão Nacional.
O NXST entra em competição com uma formação constituída por todos os filiados nesta época desportiva, assim distribuídos:


Mesa 1 - José Pedro Cachorreiro
Mesa 2 - Luís Dias
Mesa 3 - Fernando Azevedo
Mesa 4 - Rui Miranda
1º Suplente - Rui Ferreira
2º Suplente - Luís Pais de Sousa
3º Suplente - Helena Almeida
4º Suplente - Ricardo Amaral
5º Suplente - Albano Moreira

Com o seguinte calendário:
1ª Jornada – 5/1/2019 - 15:00h
2ª Jornada – 23/2/2019 - 15:00h
3ª Jornada – 16/3/2019 - 15:00h
4ª Jornada – 6/4/2019 - 15:00h
5ª Jornada – 11/5/2019 - 15:00h
6ª Jornada – 12/5/2019 - 15:00h

O objetivo desta época é o de tentar a promoção à 3ª Divisão Nacional.

domingo, 16 de dezembro de 2018

Títulos mundiais de rápidas e blitz estarão em jogo na Rússia












Magnus Carlsen e Viswanathan Anand, os vencedores do campeonato mundial de rápidas (Anand) e de blitz (Carlsen), defenderão os seus títulos este ano de 26 a 30 de dezembro. Apesar do patrocinador principal não ter mudado, o local dos eventos foi deslocado da Arábia Saudita para St. Petersburg, Rússia.
O ano passado, a prova realizada em Riade foi muito controversa onde o total de prémios bateu um recorde de 2 milhões de dólares mas, os jogadores de Israel, Irão e do Qatar (este apenas na vertente de rápidas) não puderam participar devido a problemas com a emissão dos respetivos vistos. Por essa razão, e apesar de ter sido assinado um contrato de três anos, a organização viu-lhe retirada essa capacidade dado que não conseguiu assegurar o acesso a todos os jogadores interessados. Contudo, e porque o dinheiro dos sauditas é demasiado para ser desperdiçado, a deslocação já mencionada não afetará o nome da competição que continuará a chamar-se "King Salman World Rapid and Blitz Championship".
A cerimónia de abertura terá lugar na noite do dia de Natal. Após o dia 25, decorrerão as partidas de rápidas (3 dias) e de blitz (2 dias), com a organização então a cargo da Federação Russa de Xadrez.
As partidas rápidas serão disputadas em 15 rondas num formato de 25 minutos mais 10 segundos de incremento por lance, enquanto que as de blitz em 21 rondas no formato habitual de 3 minutos mais 2 segundos de incremento.
Para além dos detentores dos títulos, a FIDE já anunciou a presença de vários outros  jogadores mundialmente conhecidos como Mamedyarov (Azerbaijão), Giri (Holanda), Aronian (Arménia), Grishuk, Karjakin, Nepomniachtchi e Svidler (todos da Rússia). Mais participantes são esperados até á data limite de inscrição (22 dezembro) como, por exemplo, Nakamura.

sábado, 15 de dezembro de 2018

CD Absoluto Clássicas : Rui Guimarães regista primeiro empate

Fechada a quinta ronda do CD Absoluto em partidas clássicas, ficam apenas a faltar duas rondas para o término da competição.
No que respeita ás atuações dos jogadores do Núcleo, esta ronda teve a particularidade de colocar frente a frente dois deles - Ricardo Amaral e Luís Pais de Sousa. Numa partida bem disputada a julgar pelo tempo que demorou, o resultado saldou-se em um empate, fazendo com que ambos mantenham o mesmo número de pontos (agora 2).
Ricardo Amaral
Luís Dias, infelizmente, não conseguiu levar de vencida Manuel Pedroso do G.D. Dias Ferreira. Com esta derrota, deixou-se apanhar pelos seus colegas de clube no que à pontuação diz respeito.
Na discussão dos lugares cimeiros, Rui Guimarães do GX 113 não conseguiu continuar a contar por vitórias os jogos que tem vindo a disputar, tendo sido obrigado à divisão do ponto frente a Simão Pintor da Profigaia - Escola Profissional de Gaia. Do mesmo clube, Hugo Sousa que na ronda anterior tinha registado o mesmo resultado, conseguiu hoje amealhar o ponto em disputa com Pedro Mendes da Exp - Esc. Xadrez do Porto e, assim, assumir o topo da classificação geral ainda que com a mesma pontuação que Rui Guimarães (4,5pts) mas com melhor fator de desempate. Simão Pintor fecha o pódio com apenas menos meio ponto.
Luís Dias

Luís Pais de Sousa


sábado, 8 de dezembro de 2018

Rui Guimarães já é líder isolado no CD Individual Absoluto do Porto

A quarta ronda da prova não trouxe, como havíamos vaticinado, nenhuma derrota aos jogadores do Núcleo que nela participam.
Luís Dias venceu Paulo Soares do O Amanhã da Criança, enquanto que Ricardo Amaral e Luís Pais de Sousa empataram os seus jogos frente a Sofia Sismeiro da Exp-Escola de Xadrez do Porto e João Carvalho do Grupo Desportivo Dias Ferreira respetivamente.
Ultrapassada que está o meio da competição, Luís Dias é o melhor classificado entre os tirsenses na 21ª posição. Ricardo Amaral segue um pouco mais abaixo na 27ª e, Luís Pais de Sousa, logo a seguir na 28ª.
Rui Guimarães à esquerda venceu Pedro Guimarães o qual, pela cara, não parece muito convencido da derrota
A próxima ronda oporá curiosamente estes dois últimos jogadores, pelo que se antevê uma partida descontraída, ao passo que Luís Dias terá a vitória ao seu alcance.
Nos primeiros tabuleiros, Rui Guimarães é agora o líder isolado após ter batido Pedro Mendes num jogo que demorou cerca de quatro horas, tendo ainda beneficiado do empate registado no segundo tabuleiro entre Hugo Sousa e Simão Pintor.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Marinha Grande volta a receber o CN de partidas semi-rápidas


O Campeonato Nacional em partidas semi-rápidas por equipas 2018/2019 será novamente disputado nas instalações do Sport Operário Marinhense na cidade da Marinha Grande, no dia 26 de janeiro de 2019. Á semelhança do ano passado onde 280 jogadores distribuídos por 64 equipas disputaram o título nacional, também este ano a FPX espera uma larga adesão de clubes a este evento.
Lembramos que a formação da A.XAT-Montemor-o-Novo é a campeã em título, tendo terminado na prova anterior com mais três pontos que as formações da EX Porto e da AA Coimbra, segunda e terceira classificada respetivamente.

As inscrições já se encontram abertas. 
»Inscriçõesa. Inscrição da Equipa:
- até às 18:00 do dia 11 de janeiro de 2019: 20,00€
- até às 18:00 do dia 21 de janeiro de 2019: 30,00€
- até às 18:00 do dia 24 de janeiro de 2019: 40,00€
b. Inscrição dos Jogadores e Oficiais:
- até às 18:00 do dia 11 de janeiro de 2019: 0,00€ por jogador e oficial;
- até às 18:00 do dia 21 de janeiro de 2019: 2,00€ por jogador e oficial;
- até às 18:00 do dia 24 de janeiro de 2019: 4,00€ por jogador e oficial.

sexta-feira, 30 de novembro de 2018

Distrital Absoluto AXP : Ronda sem vitórias

Decorreu hoje nas instalações do "O Amanhã da Criança" na cidade das Maia, a 3ª ronda do distrital absoluto da AX do Porto na qual, nenhum dos três jogadores do Núcleo logrou vencer.

Ricardo Amaral registou o seu segundo empate frente ao jovem Duarte Duarte do clube da casa. Luís Dias perdeu com Ricardo Andrade do GD Dias Ferreira e, Luís Pais de Sousa, também não conseguiu pontuar na partida que o opôs a Damião Alves do mesmo clube matosinhense. Decorridas três das  sete rondas, são apenas quatro os jogadores que contam por vitórias todos os jogos disputados: Hugo Sousa e Simão Pintor das Profigaia/Esc. Prof. de Gaia, Rui Guimarães do Grupo de Xadrez 113 e Pedro Mendes Exp-Esc. de Xadrez do Porto. A curiosidade é que estes participantes são exatamente os mesmos que figuravam no ranking incial á partida para esta prova. A próxima jornada fará com que se oponham, pelo que teremos, no seu final e no máximo, apenas dois jogadores a fazer o pleno.
Para os jogadores do NXST, os jogos de sexta feira próxima abrem boas perspetivas para registo de vitórias.

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Carlsen vence Caruana em tie-break para reter o título mundial

Durante 20 dias, os dois melhores GM's do mundo sentaram-se numa sala à prova de som no centro de Londres com um tabuleiro de xadrez entre eles. Finalmente, após 15 jogos, 773 lances e 51 horas de tensão acumulada, o campeão do mundo norueguês conseguiu reter a sua coroa com uma última vitória enfática numa partida rápida sobre o challenger Fabiano Caruana.

Muitos questionaram se Carlsen, o nº 1 do mundo nos últimos oito anos, teria perdido alguma capacidade dada a desconfiança demonstrada durante as partidas clássicas que terminaram todas empatadas. No entanto, durante os quatro jogos de rápidas - em que os jogadores têm apenas 25 minutos com incremento de 10 segundos - o nórdico transformou-se para "esmagar" o seu oponente por uns claros 3-0.
"Estou muito feliz", admitiu um Carlsen sorridente após ter vencido a prova. "Senti que tive um dia realmente bom. Tudo saiu perfeito".


As audiências online cresceram todos os dias apesar de não se registar nenhum resultado decisivo nas 12 partidas clássicas, pela primeira vez em 132 anos de história da competição. Naturalmente, a perspetiva de o próximo campeão mundial poder ser americano desde Bobby Fischer em 1972 também atraiu um largo contingente de estado-unidenses. Carlsen, no entanto, tinha outra ideia.
Relaxou nitidamente nas rápidas após ter vencido o primeiro jogo num final de jogo complicado. Seguiram-se mais duas vitórias sem contestação para arrecadar um prémio no valor de 550,000€. Caruana voltou a Brooklyn com 450,000€. Nada mau para um finalista vencido...